21 de fev de 2011

O Dolorido Chute na Bunda Parte II, a Visao Masculina.

A controversia já começa no titulo desse post.
No ultimo final de semana, conversando com um amigo que, pasme, esta separado da ex-namorada a mais ou menos um ano, eu disse que iria escrever sobre o que acontece quando quem leva o pé-na-bunda são eles.
Já de cara ele disse que não era bem assim,  que no caso dele e em muitos outros não se tratava de Pé-Na-Bunda, era apenas o fim de uma relacao.
Ele por exemplo, se relacionou durante anos com essa tal ex e então um belo dia ela vira pra ele e diz "não quero mais, não serve mais pra mim, não me cabe, etc".
Amigas, eu pergunto: Não se tratou de um caprichado pé-na-bunda?
Ele ate agora gosta da garota, fez o diabo pra tentar a reconciliação, teve inclusive um pit quando soube que ela já tinha experimentado outros dois namorados num espaço curto de meses, e nada.
Ela fez com ele exatamente o que eles sabem fazer tão bem com a gente.
O terrível e desgastante joguinho do quero, não quero.
Ele acorda e fala da tal, e só vai dormir depois de ter detalhado o ultimo e maravilhoso encontro dos dois.
Coisa que alias o cara deseja a todo momento que aconteça de novo, e para que você fique ainda mais passada amiga, os olhos dele brilham quando fala.
Pelo que entendi, era uma relação ate que tranquila na visão dele, tanto que ela conseguiu o que a gente faz um esforço sem tamanho para aprender, ela conseguiu surpreender o dito cujo quando disse : não to mais a fim.
Eu, óbvio, não me fiz de rogada e fiz todas as perguntas possíveis e me deliciei com a maneira como ele deixava evidente que já passou esse ano e que vai passar os próximos,  esperando que ela volte atrás e o queira.
De acordo com o que ele me disse, ela usou exatamente essas palavras: "Hoje não da, mas quem sabe daqui um ano, dois, três, sei la, quem sabe um dia muda o que eu sinto agora e te procuro, ai quem sabe a gente fica junto de vez..
Ah então ta!
Charmoso e bom de papo, biceps, triceps e tudo mais apetitoso, me disse que dava toda atenção que ela merecia, e mais, que quando estava com ela, estava COM ELA  e só.
Que os encontros entre os dois eram maravilhosos e bla bla bla.
Que a garota não e a mais linda das mulheres terrestres mas sem duvida a mais completa.
Da ultima vez em que ela tomou um porre de loucura, (ela não bebe e nem fuma, ai ai ai) apareceu na casa dele em plena madrugada, segundo ele com uma cara de "vem e me pega" mas ELE NÃO FEZ NADA A NÃO SER DEIXAR QUE ELA FOSSE EMBORA QUANDO ELA (aparentemente) SE ARREPENDEU.
Você ai amiga, quantas e quantas madrugadas correu para a porta ou para a janela achando que o carro que estava buzinando na sua porta era o fulano, tudo o que você queria não e mesmo, pois e, eu ouvi a historia narrada ao inverso. ele ainda pensa na possibilidade dela fazer isso de novo.
Ele manda mensagens que ela não responde, liga pra dizer que queria apenas ouvir a voz dela, saber se esta tudo bem e que queria mais que tudo estar com ela.

Ahhhhhhhhh, vai se catar!!!!!
Vamos fazer um teste de multipla escolha:

A- Esse cara me contou um monte de lorotas e ela simplesmente não ta mais a fim pelas dezenas de defeitos que ele provavelmente tem e não deixou evidentes na nossa conversinha.

B- Eles também estão sujeitos a perder a graça numa linda manha de sol. O famoso : "acabou o encanto"

C- Ela resolveu viver outras emocoes,beijar outras bocas e acordar na cama que bem entender.

D- Ela ama o cara tanto quanto ele, mas esta em processo de cura desse mal.

Eu sou pela opção "D" sem duvida alguma.
Ta na cara que a garota eh tão apaixonada por ele quanto ele por ela, mas a demora em que ele atendesse aos anseios dela fez com ela cansasse.
parece que ela ficou tão lesada que acabou no consultório de um psicólogo e esse provavelmente fez com que ela enxergasse que era bom sim, mas que gostar dela era muito mais importante e dai o pé-na-bunda.
Mesmo que ele não queira dar nome aos bois, mesmo que ele diga que não, foi um certeiro pé sim!
Ela saiu em busca de algo que não sabe ao certo o que e, ela só sabe que não e mais ele, e ele, ficou surpreso porque, se achava no controle da situação.
Relaxou e dançou.
Perguntei onde ele achava que tinha errado, ou do que se arrependia.
Da uma olhada na resposta e tire você mesma as suas conclusões!

"Ela me ligou uma noite e me disse se eu queria ir morar com ela, assim, de repente, do nada. Respondi que não era tão simples, haviam outras coisas  a se pensar."Eu devia ter dito sim sem pensar! Se ia dar certo ou não, eu não sei, mas me arrependo de ter sido racional."

E assim que ele se define, um cara racional, comunista assumido e apaixonado a anos pela mesma mulher.
Segundo ele, os Maxistas também tem sentimentos, mesmo que não deixem as emocoes tomarem conta de tudo na hora em que a mulher que ele tanto ama aparece do nada na madrugada pedindo desesperadamente para que ele fizesse alguma coisa sem que ela precisasse pedir, mesmo que ele saiba que disse  não quando o coração dizia que sim.
Um caso perdido?
Deixar ao acaso como ele me disse que anda fazendo hoje?
Não sei não.
Pra mim que essa e uma das tantas historias de amor que a gente ouve dizer que existe mas que nunca viu , ou viveu...
Vou ficar ligada nos acontecimentos pra ver no que da.
Quem sabe aprendo alguma coisa. Uma eu ja aprendi. eles também sentem saudade como a gente, eles também desejam voltar no tempo como a gente e o melhor, eles também tem coração e ele fica dolorido quando a gente vai embora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

e pelo zunido das suas asas você me falou...